Ser Autor Home Favoritos Feed


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

A Invenção de Hugo Cabret, de Brian Selznick

São cerca de 540 páginas de pura leitura, original, refrescante, diferente. Verdade seja dita, o livro tem mais imagens do que propriamente texto, mas essas ilustrações são tão belas, e dão ao livro um ar tão entusiasmante! E o texto está muito bem escrito...

Tudo neste livro faz com que nos sintamos numa sala de cinema.

Fenomenal, original acima de tudo, imaginativo. Desde o princípio que andamos lado a lado com personagens simpáticas e lemos um enredo absolutamente encantador.

Aliás, todo o livro tem um poder de encanto difícil de escapar. Leiam-no sossegados e completamente dedicados, sejam confrontados com um enredo viciante, com personagens cativantes e mistérios que, muito embora não sejam uma "ameaça à Humanidade" ou nada que se pareça, até são bastante pessoais, íntimos, mas extremamente aliciantes.
Hugo Cabret é órfão e vive numa estação de comboios, onde tem dois objectivos: controlar os relógios da estação e recuperar um autómato que tem a capacidade de escrever, e Hugo espera pelo momento em que possa descobrir qual a mensagem desse boneco (mensagem que poderá, ou não, ser fulcral para a sua vida). Por isso, vai ser confrontado com várias personagens que, com os seus próprios segredos, criam uma trama e um enredo que agarra o leitor até à última página.

Este livro foi especial e superou as minhas expectativas. Adorei acima de tudo.
Tal como no mecanismo de rodas dentadas de um relógio, o autor estabelece uma união entre as ilustrações, o texto, as personagens, as suas histórias, criando um enredo que trabalha na perfeição. Um mistério delicioso e agradável de se ler. Sentimos a história. Faz-nos sonhar. Imperdível. E ainda nos dá alguns momentos de reflexão...

Para reler e reler e reler...

3 comentários:

Butterfly disse...

Pedro, a tua opinião de leitura sobre este livro cativou-me !
As belas ilustrações, o poder do encanto desta obra e o facto de fazer-nos sonhar e reflectir, já me fez apontar o título ! ;)

Bjinhos

Custódia Wolney disse...

Seus comentários sobre os livros despertam em mim o interesse em conhecê-los. Parabéns pela contribuição de incentivo à leitura.
Convido você a visitar meu blog, onde estou publicando, diariamente, resumo dos capítulos do meu livro "Eu, Kalunga", oferencendo ao leitor uma edição compacta da obra. Venha fazer comigo esta viagem.
Beijos.

Antonio Garcia Barreto disse...

Passei por aqui e gostei do que vi. Aproveito para deixar uma sugestão de leitura: "A Mulher da Minha Vida", Oficina do Livro, 2008. Está disponível para leitura o 1.º capítulo.

http://mulherminhavida.blogspot.com

Postar um comentário

Blog Widget by LinkWithin